Leitura Crítica

Às vezes você fica com dúvidas se o seu texto está interessante o suficiente para despertar a atenção de editores e leitores, ou se deveria modificar alguma coisa. É difícil ler e julgar o próprio trabalho com os olhos de um leitor.

Leitura crítica faz isso mesmo, é uma análise honesta de um original.

No meu caso, foco principalmente os aspectos editoriais, ou seja, se o original tem possibilidades de ser seriamente considerado para publicação por uma editora tradicional. Minha leitura crítica também serve para o escritor que queira publicar por conta própria e deseje saber suas chances de se distinguir no mercado.

Observo o que é bom no texto, o que funciona e dá força, e também o que não está tão bom. Faço um levantamento do que a meu ver diminui as chances de atrair um editor ou leitores, e dou sugestões para que o texto fique mais em conformidade com as expectativas do público a que a obra se dirige. Caso o texto esteja ok, minha leitura crítica aponta as prováveis áreas do mercado de livros em que o original tem possibilidades de ser aceito.

Isso não garante que o original será de fato aceito para publicação, mas a minha é a opinião de uma editora que trabalha há muitos anos com publicação e faz essa exata tarefa para uma série de editoras grandes e pequenas, assim como para escritores.

Sugiro, no entanto, que você peça uma leitura crítica apenas se você estiver mesmo disposto/a a receber uma avaliação honesta a respeito de seu texto! Esse trabalho não é um afago de ego e o mais valioso dele é justamente apontar para problemas que você não esteja enxergando.

Minha especialidade é leitura crítica com viés editorial, ou seja, avalio as chances de uma não-ficção (textos dissertativos, técnicos, acadêmicos, biográficos) ou uma ficção (histórias criadas pela imaginação de quem escreve) serem publicadas por editoras ou, no caso da autopublicação, se sobressaírem o suficiente para você ser lido e apreciado.

Se você quiser uma leitura crítica com viés editorial, por favor entre em contato comigo utilizando o formulário abaixo ou enviando um e-mail para [email protected] para verificar minha disponibilidade de tempo e prazo provável de leitura. O preço é de 650 reais para originais de até 250 laudas, sendo que uma lauda contém 1800 caracteres com espaço.

Assista esse vídeo para saber mais sobre o que é leitura crítica:

Se você deseja uma leitura crítica com viés literário, sugiro que entre em contato com Lúcia Facco, doutora em literatura pela UERJ e hábil parecerista para romances, contos e crônicas. Seu email é [email protected].

O que falam sobre meu trabalho

Miriam Dohrn

Miriam N. Dohrn - autora do Detektis - Aprendiz de Detetive

Conheci o trabalho da Laura Bacellar  por meio do livro Escreva seu Livro que adquiri em 2001. Pela publicação percebe-se que é uma pessoa com ótimo conhecimento do mercado editorial.

Quando precisei de uma leitura crítica para o meu original busquei pelo seu nome na internet e vi o site www.escrevaseulivro.com.br cheio de dicas para os autores.

Era tudo o que precisava. A leitura crítica feita por ela apontou várias lacunas no meu texto original e me ajudou a redirecionar a escrita. Fiquei muita satisfeita com as orientações.

Dektetis – Aprendiz de Detetive

Adriana Vieira Lomar - autora do Aldeia dos mortos

Adriana Vieira Lomar - autora do Aldeia dos mortos

Sempre gostei de escrever, desde meus tenros anos. Mas gostar não significa profissionalizar-se, o caminho para a minha maturidade como escritora se deu no momento em que passei a escrever todos os dias. Conheci o trabalho de Laura Bacelar quando estava nesse processo, enviei o original e antes de receber o estudo crítico, sabia, porque no site havia a informação, de que ela se atrelaria ao conteúdo, e que não massagearia o ego do pretenso escritor.

Achei ótimo, porque abomino aquela frase pronta: “amei seu livro”, sem dizer o porquê. Quem normalmente ama tudo que escrevemos são os que nos amam, e isso jamais seria o papel de um estudo crítico.

Respondi para ela, “não só pode bater, como deve”.

Passou um pouquinho de tempo, uma estação se foi, e li a análise.

As batidas ao texto foram contundentes e necessárias para dar mais ritmo à narrativa. Achei a análise incrível, apontou pontos positivos e o que precisava ajustar. Não atendi a todas as considerações, mas tive nas mãos um parecer técnico de alguém que ama os livros e os que os escrevem. Escrever talvez seja um dom, mas sem dedicação o dom se esvai do mesmo jeito que o nadador que deixa de nadar. Não desaprende a nadar, mas as ancas, as mãos e a perfeição dos movimentos se tornam imperfeitas. Jamais serão perfeitos, mas com esforço, poderão melhorar a cada dia.

Por isso, só tenho a agradecer. Obrigada, Laura, por amar a literatura e se debruçar sob os textos e analisá-los.

Daqui continuo na tentativa de lapidar ao máximo aquilo que chamo de joia: a literatura.

Aldeia dos mortos

Nathalia Fernandes - autora de Feminismo Materno

Nathalia Fernandes - autora de Feminismo Materno

Em 2017, terminei de escrever meu livro e, um mês antes do nascimento do meu segundo filho, recebi a leitura crítica da Laura Bacellar. Laura falava sobre o “potencial” do livro, apesar de ter sido escrito por uma “autora da primeira viagem”. Entrei então em contato com dezenas de editoras: por email, telefone, carta. Tentei de tudo com as mais diversas editoras. As vezes, recebia um respeitoso “não” por email. Na maioria das vezes, nem mesmo isso. E, como não encontrava uma editora parceira, que também acreditasse no potencial do que havia escrito, decidi engavetar o livro.

Mas as palavras da Laura não me saíram da cabeça. Com tanta experiência e know-how, ela havia visto algo ali, não? Eu estava convencida de que meu livro era essencial e urgente (por isso tantos sacrifícios para poder escrevê-lo). Mas não bastava. Precisava convencer outras pessoas da sua urgência, do seu valor. O feedback da Laura era uma das poucas validações do mundo externo.

Então logo no início deste ano entrei em contato com a Pólen Livros, uma editora especializada no universo feminino. Sorte ou destino (prefiro acreditar que na verdade foi uma questão de persistência), quem atendeu o telefone no momento em que liguei foi a própria editora. E contei para ela sobre como o livro falava da minha experiência pessoal como mãe e profissional. Contei sobre a pesquisa que desenvolvi, o processo que trilhei, as questões que levantei. E ela me pediu que lhe mandasse o original para ler.

Havia finalmente encontrada a parceria que buscava. Alguém que, como a Laura e eu, também via a urgência e a importância do livro que escrevi.

Feminismo Materno – O Que A Profissional Descobriu Ao Se Tornar Mãe foi lançado no dia 11 de setembro de 2019 na Livraria da Vila em São Paulo.

André Albuquerque - autor de No abismo

André Albuquerque - autor de No abismo

A leitura crítica é muito proveitosa, temos uma avaliação imparcial e objetiva. As inseguranças de principiantes devem ser postas de lado. O juízo crítico de Laura Bacellar mostra as fraquezas e pontos fracos do texto, sem arrodeios e nhenhenhen, ao mesmo tempo, percebemos o desejo de orientar de forma a respeitar a individualidade e o esforço de quem escreve. No meu caso, lembrei Stephen King no seu comentário em Sobre a escrita, quando ele diz que muitas vezes escrevemos coisas que não valorizamos, enquanto não ouvimos ou vemos a crítica objetiva. O inverso também é verdadeiro. Gosto do trabalho de Laura Bacellar e recomendo entusiasticamente.

Samir Nobrega - autor de O rei da espada de ouro

Samir Nobrega - autor de O rei da espada de ouro

Por volta de outubro de 2019, procurei a Laura para me auxiliar em meu original. Eu havia publicado livros sobre outros assuntos, mas O Rei da Espada de Ouro era minha primeira história, minha primeira fábula. Eu realmente necessitava de amparo.

Eu já assistia o canal da Laura, o ‘’Escreva seu Livro’’, e tinha ouvido diversos escritores e profissionais da área que a respeitavam muito e reforçavam sua competência profissional. Contatei a Laura e fui rapidamente respondido. Ela se mostrou muito paciente, solicita e capaz. Em relação a crítica em si, algo que teve muito valor para mim, foram seus apontamentos sobre diversos detalhes de minha história que precisavam de ajustes, que estavam desconexos, mal elaborados e mal estruturados. A Laura me ajudou a  enxergar pontos negativos da narrativa que eu nem havia desconfiado e poderiam fazer grande diferença em um trabalho profissional que seria publicado. Sou muito grato a isso.

Outro aspecto extremamente importante, foram as dicas que a Laura me deu para melhorar a minha escrita, minha performance como escritor. Ela me ensinou a diferença entre contar e mostrar, que é determinante em uma narrativa bem sucedida. Levo esse ensinamento para minha vida, e já estou aplicando em meus novos escritos. Ou seja, a Laura não apenas me ajudou no meu original como na minha evolução como escritor.

Como ela faz questão de afirmar, não é dona da verdade, apenas expressa sua opinião sincera, valendo-se de sua vasta experiência no mercado editorial. Naturalmente, alguns pontos apontados por ela como negativos em minha fábula, não foram acatados por mim, pontos que eu realmente sentia e acreditava que deveriam permanecer. O autor também precisa ser um pouco teimoso e crer em seus instintos.

De coração, eu realmente indico a leitura crítica da Laura Bacellar, pois ela auxilia a narrativa sob um olhar crítico e prático. Meu livro, O Rei da Espada de Ouro, foi lançado. Em pouco mais de uma semana, teve cerca de 500 acessos. Pessoalmente, tenho a intenção de tornar meu livro um sucesso, esse é o meu objetivo. E com a Laura ao meu lado, me sinto bem mais confiante na realização do meu sonho.

O rei da espada de ouro

Não tenha medo de acreditar na Laura.

Entre em contato comigo