Laura Bacellar

Meu nome é Laura Bacellar e trabalho no mercado editorial desde 1983. Sou formada em editoração pela ECA/USP e amo livros. Para saber mais, vá na aba "Quem Somos" do menu principal.

19 comentários até agora

  1. Ivam de Melo Regis
    8 de janeiro de 2017 @ 11:45

    Tenho vários textos poéticos publicados no site Webartigos.com. Tenho desejo de publicá-los em livro. Como faço?

    Reply

  2. Jairo dos Santos
    2 de março de 2017 @ 11:55

    Publiquei um livro mas, como todo Brasileiro que não tem recursos, ficam a mercê de aproveitadores:Dai meus sonhos ficou incompleto por isso estou procurando 1 Editora.

    Reply

    • Laura Bacellar
      2 de março de 2017 @ 12:55

      olá Jairo,
      na verdade os aproveitadores atacam quem tem recursos, e não é uma questão de brasileiros, isso acontece no exterior também.
      É difícil publicar poesia, pense em formas de divulgá-la antes. Podcasts são uma área ainda pouco explorada por poetas.

      Reply

  3. Francisco Lima dos Santos
    5 de maio de 2017 @ 13:08

    Quero publicar um de meus poemas na internet. Como eu faco para conseguir

    Reply

  4. Keliane
    17 de setembro de 2017 @ 13:13

    Olá meu nome e keliane é quero deixar minha poesia aqui para vocês.

    Reply

  5. Francisco Pereira
    15 de janeiro de 2018 @ 07:03

    PARABÉNS
    Ótima ajuda, tenho um livro pronto de poemas e não consigo publica-lo gratuitamente. Gostaria de saber se existe alguma editora séria para mim pagar a publicação de poucos exemplares.

    O GRITO.

    Nesta nossa vida efêmera
    Repleta de quimera
    Estamos destruindo onde pisamos,
    Fiz e faço minha parte
    Faça você sua arte,
    Antes que todos nós assamos.

    A Mãe terra esta gritando
    E você cantando,
    A nossa ultima canção,
    A Mãe terra pertence a todos
    Como também a ninguém; e os lodos.
    Estão secos; como seu coração.

    A Mãe terra foi presente
    Para todos; mas derrepente.
    Todos a sugam; impiedosos,
    Ninguém faz nada
    Pois solta esta a manada
    Que não chegará aos idosos.

    “Os dinossauros tinham um cérebro do tamanho de uma nozes, e mesmo assim dominaram o mundo a 60 milhões de anos”.

    grato

    Reply

  6. Francisco Pereira
    15 de janeiro de 2018 @ 07:15

    Sou agricultor e tenho um livro para publica-lo, pois tenho a intenção de vender para os brasileiros durante minha campanha para Presidente da Republica, como forma de ajuda em minha campanha. Cansei de ver o sofrimento do povo brasileiro e ninguém faz nada. Vou largar tudo e tentar me candidatar, pois do jeito que esta não dá.
    “De as pessoas emprego que outras coisas elas compram”
    Francisco Carlos Pereira.

    Se alguma alma bondosa puder me estender a mão e me ajudar nesta nova jornada o povo brasileiro um dia agradecerá.
    Tenho muitas ideias que certamente ajudará a tirar o Brasil deste calabouço que estes negadores do Brasil o colocaram.

    “Que o Joaquim que era dos Reis, enquanto o outro era povo”
    Me ajudem.
    Grato.

    Reply

    • Laura Bacellar
      15 de janeiro de 2018 @ 11:40

      Francisco,
      procure criar presença na internet antes de pedir ajuda para que alguém banque seu livro. É ótimo que vc queira melhorar o Brasil, mas vc precisa do engajamento de outros cidadãos. Sugiro um blog e provocação para ver o que acontece. Busque seguidores.
      um abraço

      Reply

  7. alceu floriano muzy
    29 de abril de 2019 @ 17:10

    Tenho várias poesias escritas, faço por distração,vou colocar uma ok

    MEU PENSAR
    O OLHAR NO ESPELHO É A EXPRESSÃO DA MENTE
    VOCÊ VÊ O INFINITO DE UMA FORMA DIFERENTE ,SUSTENTA O PESO DA EXPRESSÃO COM A LEVEZA DO SEU PENSAMENTO
    ONDE VÊ A REALIDADE ACIMA DA VISÃO NORMAL DO SER HUMANO
    PECA AO CONTESTAR SEU DESAGRADO AO APAGAR A LUZ ONDE TALVEZ NÃO VEJA NADA
    MAS A REALIDADE ESTA A SUA FRENTE.

    Reply

  8. Valmir Vitor
    3 de julho de 2019 @ 09:57

    Se o Alceu pode colocar uma, eu tambem posso: Titulo: Sonho de Meninos ((Devidamente registrada)

    De todos os sonhos que tive em menino, numca sonhei um dia em versificar, eu queria mesmo e jogar bola, e num gol daqueles de placa me consagra. Correr pra galera em festa com louca alegria, gritando golaço, golaço, tá lá e tá lá e a noitinha quem sabe junto aos amigos, a toda hora o golaço comentar. Então, num daqueles momentos difíceis da vida, por falsos amigos e caminhos deixei-me levar, só muito mais tarde percebi que fique na cara do gol e perdi. E agora como posso entender essa chance que os céus veio me dar, quando durmo, faço versos a valer, quando acordo, eu só quero é versificar. “Sonhos de Menino” livro há lançar. Mas falta dindin. Aceito colaboração e parceria.

    Reply

  9. Fernanda
    10 de julho de 2019 @ 15:29

    Com a sinfônia da noite eu não irei me reconstruir , apenas quero ir contra o tempo e eu apenas direi dance comigo , pq eu cansei espero que algum dia você não seja amor sim apenas pedaços de um amo

    Por favor vc poderia colocar um comentário falando se esta Boa a minha poesia ou se está faltando algo preciso de críticas construtivas

    Reply

    • Fernanda
      10 de julho de 2019 @ 15:31

      Com a sinfônia da noite eu não irei me reconstruir , apenas quero ir contra o tempo e eu apenas direi dance comigo , pq eu cansei espero que algum dia você não seja amor sim apenas pedaços de um beijo

      Por favor vc poderia colocar um comentário falando se esta Boa a minha poesia ou se está faltando algo preciso de críticas construtivas

      Reply

      • Laura Bacellar
        13 de julho de 2019 @ 16:41

        Fernanda,
        poste no instagram. Muitos poetas têm se dado bem por lá. Se as pessoas derem like, vc sabe que agradou…

        Reply

  10. Aquiles José dos Santos
    14 de setembro de 2019 @ 12:07

    E muito bom a gente registrar um livro, eu mesmo queria regostaria o meu livro mais não sei como!

    Reply

    • Laura Bacellar
      16 de setembro de 2019 @ 12:25

      Mande seu original para vc mesmo por sedex e não abra o pacote.

      Reply

  11. Carlos J. Gomes
    1 de novembro de 2019 @ 06:04

    Deve-se primeiro registrar as obras e só depois publicá-las nas redes sociais?

    Reply

    • Laura Bacellar
      4 de novembro de 2019 @ 11:58

      Não é preciso, Carlos. A própria publicação é prova de que vc é o autor, a data indica quem publicou primeiro.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *