Laura Bacellar

Meu nome é Laura Bacellar e trabalho no mercado editorial desde 1983. Sou formada em editoração pela ECA/USP e amo livros. Para saber mais, vá na aba "Quem Somos" do menu principal.

9 comentários até agora

  1. Francisco de Assys
    6 de abril de 2016 @ 14:44

    Laura Bacellar, boa tarde!!!
    Estou escrevendo um livro, pois vejo que minhas idéias mostram muita ficção científica, o mesmo idealizo ele em um filme, onde inicia-se como um filme sendo o pontapé inicial para uma série, gostaria de saber se teria chance de conseguir isso e como posso, pois ainda sou estudante e queria muito conseguir escrever para construir minha vida financeira!!!!
    Muito Obrigado!!!!! Paz e bem!!!!

    Reply

    • Laura Bacellar
      14 de abril de 2016 @ 13:04

      Francisco,
      escrever é uma arte, publicar um risco. Não há garantias de que vc vá conseguir contar uma história que vire filme, nem que venha a resolver problemas financeiros.
      sugiro que vc escreva por prazer, por necessidade de se expressar, mas não para ter retorno em dinheiro, porque realmente nem o Stephen King consegue garantir isso.
      boa sorte!

      Reply

  2. Henrique Nobre
    26 de maio de 2017 @ 21:23

    Olá, Laura!

    Excelentes dicas e explicações!

    Algumas eu aprendi ao longo da vida de várias formas, mas foi muito interessante e importante ler sobre as demais.

    Obrigado.

    Henrique Nobre

    Reply

  3. stelio agathos
    5 de agosto de 2017 @ 09:32

    estou me apresentanto: stelio agathos, grego….
    tenho uma obra sobre vida aliengena na amazonia – corrizida no computer – com muitas fotos de ufos, novasteorias, descobertas de traços de antigos astronutas, etc. queria publicar…..

    Reply

  4. stelio agathos
    1 de fevereiro de 2018 @ 18:28

    MISTERIOSAS CIVILIZAÇÕES
    (OBRALOGIA)
    Não se trata de enredo fantasioso, embora seu estilo romanceado”. Não se trata de ficção nem ilusão. E sim duma reflexão descomunal, em relação a nossa existência seguida, anos depois por emocionantes momentos que, destaquem durante a transferência das de mais cenas. A narrativa esta em ronda o espaço-tempo de intrigantes e, ate, assombrosos acontecimentos de um fenômeno vulgarmente denominado de “extravagante”. Há fatos que acontecem uma vez durante a vida de algumas pessoas. Não há “final feliz” ou “final triste”, porque se trata de {…} ALGO além “da realidade”, embora real! O foco narrativo, que esta em jogo, envolve interrogações que nasciam desde as aulas ate as leituras de antigas escrituras, com referencias difusas:
    “Selva da Amazônia; onde astronautas {…} de eras imemoriais, foram desenterrados – cabeças dos seus ”chefes”, modeladas pelos indígenas – nas proximidades duma tribo de “índias brancas”, aonde aparelhos dos ALIENS – naves de incompreensível tecnologia – foram fotografados pelo autor…
    “O ‘segredo’ de diversas personagens, como, heróis míticos, conquistadores, aventureiros, etc., associado da enigmática {…} ‘Fonte’, além do oceano…
    ‘’Configurações rupestres de povos mesclados, ou miscigenados, desagregados a evolução humana (de ate, 300 000 anos) as quais apresentam fragmentos de elevado conhecimento, perdido no tempo…”
    Stelío Agathos
    stelio agathos, grego; viajo pelo mundo procurando aquele sinal animador, em relaçao esse assunto crucial……..

    Reply

    • Laura Bacellar
      2 de fevereiro de 2018 @ 13:58

      Leia as obras sobre alienígenas que as editoras publicam e sinta se a sua está na mesma frequência. É preciso que a obra seja interessante de ler, montada de forma organizada para atrair a atenção dos leitores.
      Pense também em publicar numa plataforma digital como Wattpad ou Medium, que não rendem dinheiro mas podem atrair leitores.

      Reply

  5. Luanda R.B.C.Coelho
    29 de agosto de 2018 @ 14:45

    Olá, boa tarde!
    Gostaria de saber se eu quiser escrever livro ou livreto se vocês registram a obra, ou temos que fazer a parte?

    Reply

    • Laura Bacellar
      1 de setembro de 2018 @ 18:21

      Luanda,
      se vc quiser registrar sua obra, é vc quem precisa fazê-lo. Mas não é necessário.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *