Escreva seu Livro

Fórum para os visitantes do escreva seu livro
Bem-vindo: 29 Nov 2014 02:52

Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 3 mensagens ] 
Autor Mensagem
 Título: livros didáticos
MensagemEnviado: 01 Mai 2009 13:36 
Offline

Registrado em: 13 Abr 2009 10:43
Mensagens: 24
uma jovem autora, Grazielle zampella, fez duas perguntas:

Olá, tudo bem?
Meu nome é Grazielle e eu estou cursando atualmente o 3° ano do ensino médio. Tenho verdadeiro amor e fascínio pelas matérias "português e história", e é justamente por conta desse amor que pretendo cursar letras e história no ano que vem.
Por gostar muito de leitura e de temas mais sociais, de auto-ajuda e até mesmo técnicos,quero escrever alguns livros que relatem sobre os seguintes temas: "Sociedade e Seu Desenvolvimento", "Técnicas de Como Apresentar uma Boa Aula" e também livros didáticos resumidos tanto da Língua Portuguesa (gramática e suas literaturas) e História.
Gostaria de saber por onde posso iniciar esse trabalho e gastaria também de obter algumas dicas sobre os livros didáticos.

Esses livros que pretendo escrever, serão bem resumidos e conterão questões relacionadas a cada tema citado. A minha dúvida com relação a esse tipo de livro (didático), é de como funciona a aceitação deles por parte das editoras e dos leitores.

Gostaria de saber qual o nível de aceitação de livros didáticos com capítulos resumidos por parte das editoras e dos leitores???

Bom, meu comentário é o seguinte: editoras de modo geral não vão aceitar publicar um livro didático ou (no caso do que a Grazielle está perguntando) paradidático escrito por um aluno. Livro didático é aquele grosso, feito para ser usado o ano inteiro e que tem o principal de uma matéria para determinada série, tipo Matemática para o segundo ano do Ensino Médio.
Livro paradidático é aquele livro mais fininho, que os professores muitas vezes recomendam aos alunos comprarem porque ajuda no trabalho de uma parte específica da matéria. Por exemplo, a biografia de algum cientista famoso é um livro paradidático, ainda mais se tiver exercícios e dicas de experiências e informações que ajudem o professor a dar aulas.
Os dois tipos de livros são imaginados para serem usados por professores em salas de aula. Assim, as editoras imaginam que apenas professores sejam capazes de escrevê-los, dado que apenas eles sabem dos problemas específicos de se conduzir uma aula. Isso é válido para todo mundo, aliás. Se um jornalista resolver escrever um livro paradidático, é bem capaz de não ser aceito para publicação se ele não tiver experiência de dar aulas.
Mas isso não deve ser barreira para a Grazielle nem ninguém mais.
O que ela e todo mundo precisa pensar é o seguinte: no que eu sou bom? Do que eu entendo mais do que as outras pessoas?
A Grazielle pelo visto entende de ser aluna. Ela poderia escrever um livro muito interessante sobre a escola do ponto de vista de uma aluna. Poderia dizer aos professores o que, do seu ponto de vista, funciona e o que não funciona. Ela aí não estaria tentando se colocar no lugar de professores -- o que a deixaria numa posição fraca, já que não entende disso -- mas no de aluna, o que ela é e entende.
Minha sugestão, então, é que experimente fazer isso.
E escreva o texto inteiro, ou boa parte dele, antes de pensar em apresentá-lo a qualquer editora.
Editores são seres desconfiados, que só acreditam no texto escrito, nãono texto que alguém diz que vai escrever...


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: livros didáticos
MensagemEnviado: 06 Mai 2009 11:05 
Offline

Registrado em: 13 Abr 2009 10:43
Mensagens: 24
Olhe só mais um comentário sobre livros didáticos, do Gustavo

Olá pessoal!
Bom, estou aqui pra expressar minha opinião, como leitor, em relação aos livros didáticos: Penso que quem quer escrever um livro com esse fim tem que tentar disfarçar o máximo possível, e escrever um livro que faça os leitores aprenderem inconscientemente. Tenho apenas 17 anos, e curso faculdade de Direito, apesar de gostar bastante de Letras. Daí pode-se deduzir que tudo que direi aqui é apenas minha opinião como leitor. Nada foi testado e comprovado cientificamente, mas penso que todo tipo de opinião tem seu valor.
Já li alguns livros didáticos, que só se interessavam em ensinar. Porém já li outros, que também se interessavam em entreter o leitor (aluno) mostrando que aprender (ler) é uma experiência gostosa, e que não deve ser abandonada, nunca. É caro que achei bem mais interessante ler esses últimos. Mas dentre eles haviam alguns “bem intencionados”, que tendo uma enorme vontade de entreter e ao mesmo tempo ensinar, deixava ficar quase explícito essa intenção de tornar prazerosa a ação de ensinar e aprender, a ponto de os próprios alunos se sentirem ridicularizados. É como se estivessem dizendo: “Vamos aprender, brincando!” Isso é legal, e os alunos, geralmente fazem de conta que não percebem. Eu por exemplo fiz, e aprendi. Se esse é o objetivo, então beleza! Mas se desse para ser mais legal do que isso, (dizer apenas: “Vamos brincar!” e nessa brincadeira os alunos aprendem) o professor(a) que utilizar desse livro vai ser muito mais marcante para o aluno, e com certeza o desempenho também será melhor. O que eu digo, é que em minha opinião quem quiser escrever um livro didático deve escrever como se fosse um livro comum, e ao ler sua obra o aluno aprenda, mas não por que é um livro didático, e sim por que é um livro interessante, e cheio de coisas novas (as coisas que ele vai aprender). Isso é inteiramente possível. Como disse já li livros assim, também podem ser vendidos não apenas como livros didáticos, mas como livros infantis, ou juvenis até. Um dos mais interessantes que li ensinava gramática, de uma forma que eu adorei. Sem impor “regras gramaticais” e isso eu achei muito bom, a “regrinha” fica na sua mente, mas sem você perceber que é uma “regra”. E o livro era como se fosse uma estória como qualquer outra. A cada aula agente lia um capítulo, a professora depois mostrava o que “inconscientemente” a gente havia aprendido e passava exercícios. Ninguém reclamava dos exercícios (estes eram “normais”, como todo professor passa mesmo), e todo mundo ficava curioso para ler o próximo capítulo. A título de curiosidade busquei ler outros livros desses, e sempre terminei, mesmo que achando alguns entediantes ou ridicularizadores (demonstrando que querem ser legais). Terminei de ler todos, procurando encontrar o detalhe que o tornava com essa característica, mas é difícil, e eu sem experiência pouco descobri. Para concluir uma obra assim basta que o autor “tenha o dom” ou esteja muito empenhado, e se esforce para isso. Talvez eu esteja viajando, e isso que eu acabei de dizer não divulgue. Talvez esse tipo de livro que acabei de definir não possa ser classificado como livro didático, e que os livros didáticos são interessados apenas em ensinar, e esses outros tenham outro nome e eu confundi as coisas. Mesmo assim acho que esse é um aspecto importante. E se ainda me permitem comentar sobre a questão dos capítulos resumidos, minha opinião é que o importante é o conteúdo. Resumido ou não, se estiver bem escrito deve ter boa aceitação. Pelo menos por minha parte! Espero não estar gerando polêmica ou intriga, mas deixo saber que pretendo voltar a esse lugar, para ler futuros comentários apoiando, corrigindo ou refutando minha opinião.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: livros didáticos
MensagemEnviado: 12 Jan 2011 12:33 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 02 Jan 2011 15:11
Mensagens: 343
Localização: Barra Mansa, RJ
Sou formada em pedagogia e ainda não exerci a profissão, mas eu aprendi muito na faculdade, muito mesmo. Eu já tinha feito normal e achava que sabia muito sobre ser aluno e ser professor , mas na pedagogia eu descobrir que tinha muito o que aprender. E digo mais, quando eu vasculho este fórum , eu aprendo muito também. Isto porque este lugar , está cheio de pessoas "cabeças", entende? E com idéias diferentes , que nos enriquece. :D
A minha opinião é que se você tem este desejo , eu sugiro que tente os infantos/juvenis , aqueles livros que ensinam algo , mas de forma descontraída. Mas por favor, NÃO siga a linha : "aprendendo as letrinhas" ou "João decide salvar o planeta", (não sei existem estes livros, eu apenas chutei alguns nomes) . Ou você pode contar uma história para adolescentes que abordem algum tema , mas de forma espontânea. O tema Sociedades é bastante abrangente e interessante.
Quanto aos livros didáticos, eu acho melhor você amadurecer a sua idéia e procurar conhecer as críticas e as tendências pedagógicas . Não sei a faculdade de Letras e História abordam este tema ( eu acredito que sim).
Contudo, eu acho que se você vasculhar o fórum , você encontrará muitas dicas. Eu por exemplo, quando entrei aqui , tinha uma forma de escrever mais parecida com autoajuda, e voltado para educação ( para conhecer melhor esta linguagem acesse o meu blog http://educarmaisblog.blogspot.com/), mas agora estou tentando experimentar outras formas de escrita, como as narrativas em 1ª e 3ª pessoa.
Tenho 26 anos e ainda estou amadurecendo minhas idéias. :oops:

Será que você entendeu a minha opinião? :?:

obs: Da próxima vez vc pode utilizar o tópico" fale um pouquinho do seu projeto"


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 3 mensagens ] 

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB